Pular para o conteúdo principal

Postagens

Seja um VOLUNTÁRIO!

O Centro de Valorização da Vida (CVV) está precisando de VOLUNTÁRIOS!

Fundado na cidade de São Paulo no ano de 1962, o Centro de Valorização da Vida é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federalem 1973, mantenedora e responsável pelo Programa CVV de Valorização da Vida e Prevenção do Suicídio. Através dos postos espalhados por todo o país, presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional, oferecido a todos. O principal objetivo do CVV é prestar apoio emocional e realizar a prevenção do suicídio. Os voluntários atendem voluntariamente e gratuitamente, qualquer pessoas que precisa conversar pode contatar o Centro e conversar com um voluntário. Toda a conversa é sigilosa e pode ser feita via telefone, chat 24 horas ou por e-mail. Para atender a todos que procuram, o CVV em Salvador (Rua do Bângala, Nº. 47/99 Nazaré) precisa de mais voluntários, os requisitos são: Ter mais de 18 anos de idade;Ter pelo menos quatro horas dispon…
Postagens recentes

A Baleia encalhada e os perigos das intoxicações alimentares

INTOXICAÇÕES ALIMENTARES

Na sexta feira passada, dia 30/08/2019, todos os jornais noticiaram a morte da da baleia jubarte que ficou encalhada na praia bairro de Coutos, em Salvador, na manhã. O que não podíamos imaginar era que a população da região, curiosa por ver um animal tão grandioso, além de prestar apoio para sua retirada, iria além: carne fresca do animal passou a ser removida para venda e consumo. 

Conforme as notícias do Jornal Correio da Bahia, uma jornalista teve reação alérgica, mesmo não tendo se aproximado do animal durante a entrevista, pois a baleia libera substâncias tóxicas. Porém, os moradores da região desavisados " queriam garantir seus estoques de carne", que tem gosto de "carne de boi e de peixe".

O risco que essas pessoas correm se relaciona às intoxicações alimentares, que atingem milhões de pessoas em todo o mundo anualmente e podem ser consideradas uma das mais significativas causas de morbimortalidade em países desenvolvidos e em desen…

Conheça algumas Plantas tóxicas ornamentais

Plantas tóxicas 

As plantas tóxicas são aquelas que possuem substâncias capazes de causar alterações metabólicas, sérios problemas de saúde e levar ao óbito. No Brasil, é frequente a ocorrência de intoxicações por plantas, principalmente entre crianças e animais,  devido à presença comum em ambientes públicos, inclusive escolas, parques, etc. 
A gravidade destas intoxicações depende da dosagem consumida, do agente tóxico e das características dos indivíduos. 
A ingestão de plantas tóxicas pode causar alterações nos sistemas: circulatório, gastro-intestinal e nervoso central. Cerca de meia hora após a ingestão de uma planta venenosa, a vítima pode apresentar sinais clássicos de colapso circulatório; freqüência cardíaca alta; queda de pressão arterial; sudorese; cianose e fraqueza (http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/virtual%20tour/hipertextos/up2/plantastoxicas.htm)
Algumas plantas tóxicas ornamentais:
Comigo ninguém podeMamonaNabo venenosoLírio-do-valeCoração-de-MariaÍrisPinhão paragua…

1º Encontro de Toxicovigilância das Intoxicações Exógenas no Extremo Sul da Bahia

1º Encontro de Toxicovigilância das Intoxicações Exógenas no Extremo Sul da Bahia
Foi realizado no período de 08 a 10/09, em Porto Seguro (BA), o 1º Encontro de Toxicovigilância das Intoxicações Exógenas no Extremo Sul da Bahia, evento resultante da parceria entre o Centro de Informações Antiveneno (CIAVE), o Núcleo Regional de Saúde do Extremo Sul e a Coordenação de Vigilância Ambiental da Diretoria de Vigilância em Saúde (COVIAM/DIVISA).



O Encontro marcou a retomada das capacitações do CIAVE no interior do estado em 2019, objetivando disseminar noções importantes sobre prevenção, diagnóstico e tratamento das intoxicações exógenas e acidentes por animais peçonhentos. Estes agravos foram responsáveis por mais de 29.000 atendimentos na Bahia durante o ano passado. A Região do Extremo Sul registrou 1.741 eventos tóxicos, com 8 óbitos, através do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN).



No primeiro dia do Evento, a equipe do CIAVE visitou o Hospital Geral Deputado Luís Edua…

Intoxicações infantis: Como prevenir?

No Brasil acontecem em média aproximadamente 23 mil casos de intoxicações envolvendo crianças de 0 a 14 anos.  Entre 2015 e 2018,  aconteceram aproximadamente 4700 casos notificados na Bahia. 51% dos casos são acidentais e ocorrem com maior frequência na faixa etária entre 01 a 04 anos. Estes acidentes acontecem principalmente em casa e podem ser prevenidos por medidas simples:
Fonte: SESAB/SUVISA/DIVEP/SINAN - Sistema de Informação de Agravos de Notificação.

O que é o CIAVE?

PRECISAMOS FALAR MAIS SOBRE A DEPRESSÃO!!