Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

Intoxicação por medicamentos é tema abordado em evento em Lauro de Freitas-BA

Em comemoração ao Dia do Farmacêutico, a Secretaria Municipal de Saúde (SESA) de Lauro de Freitas (BA) realizou evento na manhã de hoje (20/01) que contou com a presença do presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado da Bahia (CRF-BA), Dr. Mário Martinelli; do conselheiro federal Altamiro José; da farmacêutica do Hospital Menandro de Faria, Tânia Planzo; do farmacêutico do Centro Antiveneno da Bahia (Ciave), Jucelino Nery, dentre outros profissionais. Realizado no auditório da SESA, o evento teve como programação: •      Farmácia quanto estabelecimento de saúde - farmácia comunitária – Mário Martinelli Júnior •      Impacto da prescrição farmacêutica, aspecto ético e legal – Altamiro José •      Assistência Farmacêutica no SUS – Tânia Planzo •      Impregnação maligna por neuroléptico – Solange Filha •   O uso de anticonvulsivantes nas tentativas de suícidio e o Controle terapêutico de medicamentos – Jucelino Nery
Durante a sua apresentação, Jucelino Nery ressaltou que os medicamen…

Automedicação perigosa

Pouca gente imagina, mas os medicamentos são o principal agente causador de intoxicação em seres humanos no Brasil, ocupando, desde 1994, o primeiro lugar nas estatísticas do Sistema Nacional de Informações Toxico-Farmacológicas – Sinitox. Nos últimos cinco anos, o Brasil registrou quase 60 mil internações por intoxicação medicamentosa, segundo o Ministério da Saúde (Sinitox/Fiocruz). No ano de 2010, foram 27.710 pessoas internadas.  A população parece não estar atenta aos riscos da automedicação. Foi o que constatou o Conselho Federal de Farmácia (CFF) em uma ação promovida em São Paulo. Os resultados deste trabalho serão divulgados hoje, Dia do Farmacêutico, data escolhida pela categoria para chamar a atenção da população em todo o Brasil para um problema comum, mas tão pouco debatido no País. Usando como modelo uma campanha realizada pela Confederação Farmacêutica Argentina (Cofa) contra a venda livre de medicamentos, o CFF produziu um medicamento fictício e o distribuiu a mais de 4 …

Comemorações pelo dia do Farmacêutico: 20 de janeiro!

Vinte de janeiro! Nesta data comemora-se o Dia do Farmacêutico, instituído pela Lei 12.338, publicada no Diário Oficial da União (DOU) no dia 26 de novembro de 2010. Segundo alguns historiadores, a data foi escolhida em razão da fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (A.B.F.), no Rio de Janeiro, em 20 de janeiro de 1916.
Em comemoração à data, diversos eventos têm sido promovidos no Estado. No dia 14/01, a Direção do Conselho Regional de Farmácia do Estado da Bahia (CRF-BA) fez entrega de medalha de honra ao mérito farmacêutico aos profissionais que se destacaram nas suas atividades profissionais  e que foram indicados pelo plenário do conselho. A solenidade contou com a participação do presidente do CFF, Dr. Walter Jorge João. Na sexta-feira (17/01), o CRF-BA realizou, na Unique Eventos, festa comemorativa a qual contou com mais de 1.700 farmacêuticos. Participaram da comemoração os diretores do conselho Dr. Mário Martinelli Júnior, Dr. Cleuber Fontes, Dr. Eugênio Bugarin e…

Águas vivas começam a aparecer em maior quantidade em Itajaí

Quem aproveitou a manhã de quarta-feira para caminhar pela areia da Praia da Atalaia em Itajaí teve que desviar de águas vivas. Os organismos marinhos surgiram aos montes e deixaram a areia coberta. Apesar de causarem preocupação aos banhistas, as encontradas ali não provocam as populares queimaduras, que na verdade são um tipo de envenenamento. De acordo com o Corpo de Bombeiros a espécie presente na Atalaia é a racostoma atlanticun, que não queima. Isso, porém, não significa que os banhistas devem ter contato com o animal marinho. Isso porque é difícil identificar se uma água viva é nociva ou não. Coordenador de praia da corporação e oceanógrafo, o soldado Daniel Ribeiro explica que só especialistas conseguem identificar quais espécies causam queimaduras e que algumas se assemelham muito as racostoma, mas queimam. Ribeiro explica que o surgimento das águas vivas perto da costa ocorre em função de uma série de fatores naturais. Um deles são as correntes marinhas que transportam os orga…

Japão registra mais de mil casos de intoxicação por malathion em alimentos

Mais de 1.000 pessoas em todo o Japão afirmaram ter ficado doentes por consumir alimentos congelados contaminados com pesticidas, anunciou nesta quarta-feira a agência de notícias japonesa Jiji. Até segunda-feira foram registrados 360 casos, mas desde que a imprensa divulgou a notícia foram feitas novas denúncias e o número de vítimas cresceu rapidamente. Autoridades acreditam que o número de casos ainda pode aumentar. No fim de dezembro, a filial Aqlifoods do grupo japonês Maruha Nichiro Holdings, apontou a presença – ainda inexplicada – de um pesticida chamado malathion em diversos produtos congelados confeccionados em uma fábrica da cidade de Gunma, a noroeste de Tóquio. Vários clientes detectaram um odor estranho em alimentos, sobretudo em croquetes e pizzas, e avisaram a empresa. Os alimentos foram retirados da venda, mas pessoas que os ingeriram foram afetadas. Um bebê de nove meses precisou ser hospitalizado de urgência depois de ter comido os croquetes contaminados. No total, ma…

Mais de 300 pessoas sofreram intoxicação alimentar

Os consumidores reportaram terem vomitado e sofrido de diarreia e outros sintomas de intoxicação alimentar depois de terem ingerido comida produzida numa fábrica de Gunma, a norte de Tóquio (Japão), de acordo com a imprensa local. A fábrica, dirigida por uma subsidiária da maior empresa de marisco japonesa (Maruha Nichiro Holdings), é reportada como estando envolvida no mais recente escândalo de contaminação alimentar.
A polícia japonesa lançou uma investigação sobre a empresa depois de ter sido revelado, no mês passado, que alguns dos seus produtos alimentares congelados estavam contaminados com um produto químico frequentemente usado nos campos de milho e de arroz. De acordo com a imprensa japonesa, a polícia suspeita que o pesticida tenha sido misturado com os produtos na fábrica alimentar, incluindo pizzas e lasanhas. Fonte: Diário de Notícias. Leia mais.

Aumento o risco de intoxicação alimentar nas férias de verão

Nas férias de verão é comum as pessoas comerem fora de casa com mais frequência e, com o calor, o risco de ocorrer uma intoxicação alimentar aumenta. Intoxicação alimentar, ou gastrintestinal (gastroenterocolite aguda), é um problema de saúde causado pela ingestão de água ou alimentos contaminados por bactérias (Salmonella, Shigella, E.coli, Staphilococus, Clostridium), vírus (Rotavírus), ou por suas respectivas toxinas, ou ainda por fungos ou por componentes tóxicos encontrados em certos vegetais (comigo-ninguém-pode, mandioca brava) e produtos químicos. A contaminação pode ocorrer durante a manipulação, preparo, conservação e/ou armazenamento dos alimentos. Nas crianças e idosos, a intoxicação alimentar pode ser uma doença grave. Causas Na maioria dos casos, a infecção bacteriana é a principal causa de intoxicação alimentar. Os diferentes tipos deSalmonella e o Staphilococus aureus são os mais frequentes agentes da infecção, uma vez que são capazes de viver e multiplicar-se no interior …