Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

O profissional da saúde diante do suicídio

“Ato de coragem ou de covardia?” A primeira indagação da Psicóloga Soraya Rigo sobre o suicídio já dava indícios do diálogo essencial para o entendimento do ato. Conforme aponta o Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio (NEPS), do Centro Antiveneno da Bahia (CIAVE), o Brasil ocupa o 10º lugar no ranking em números absolutos de suicídio, registrando, em média, um suicídio por hora.
O tema chamou a atenção de estudantes, trabalhadores, profissionais, professores e gestores da Saúde que lotaram na tarde de terça-feira (28/10), o auditório da Escola de Formação Técnica em Saúde (EFTS), na 8ª Sessão Temática promovida pela Escola Estadual de Saúde Pública (EESP), que teve como questão “O que pode o profissional da saúde diante do suicídio? limites e possibilidades".
A explanação foi feita pela Psicanalista e especialista em Psicologia Hospitalar, Soraya Carvalho Rigo, que atua na Coordenação (NEPS/CIAVE) e possui um vasto currículo ligado ao tema. Rigo também é autora do livro “A morte…

Envenenamento por peixe baiacu em Duque de Caxias (RJ)

Na tarde da quarta-feira (22/10), onze pessoas (sete adultos e quatro crianças) de duas famílias que se reuniram em um almoço de confraternização em Campos Eliseos, distrito de Duque de Caxias (RJ), foram atendidas na rede pública de saúde com sintomas de intoxicação alimentar decorrente da ingestão de baiacu, também conhecido como peixe-balão ou peixe-bola, animal que armazena uma neurotoxina (a tetrodotoxina)capaz de provocar a morte da vítima. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, seis adultos foram internados no Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo, sendo que quatro já receberam alta; três crianças foram internados no Hospital Infantil Ismélia Silveira, tendo uma recebido alta; e duas outras crianças e um adulto, que se encontravam em estado grave, foram transferidos para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, onde encontram-se no Centro de Terapia Intensiva – CTI. Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, técnicos das Vigilâncias Epidemiológica e Sanitária do muni…

Suicídio será tema de sessão temática da EESP

Levando em consideração que 40% das pessoas que se suicidam procuram um serviço de saúde geral entre dois e sete dias antes do praticar o ato, faz-se necessário a discussão em torno da questão, visando a instrumentalização do profissional de saúde para reconhecer os sinais e sintomas, bem como encaminhar o paciente à rede especializada.
Nesta perspectiva, a Escola Estadual de Saúde Pública (EESP) promove a 8ª Sessão Temática tendo como foco: "O que pode o profissional da saúde diante do suicídio? limites e possibilidades".
O evento ocorrerá no próximo dia 28, de 13h30m às 17h00, no auditório da Escola de Formação Técnica em Saúde Professor Jorge Novis (EFTS). O horário entre 13h30m e 14h00 será destinado ao credenciamento dos participantes.
O encontro será conduzido através da apresentação da psicóloga Soraya Rigo Carvalho, psicanalista e especialista em Psicologia Hospitalar; idealizadora e coordenadora do Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio (NEPS), serviço ligado ao Cent…

PRF apreende 3 toneladas de agrotóxicos ilegais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, no final da tarde de sexta-feira (17), três toneladas de agrotóxicos contrabandeados do Paraguai.  A carga ilegal e totalmente prejudicial à saúde humana e do meio ambiente estava em uma carreta Volvo/FH, conduzida por um homem de 42 anos.
O motorista foi interceptado durante uma fiscalização de rotina da PRF no km 258 da BR-364, próximo ao município de Juscimeira (a 165 km de Cuiabá). A carga dos defensivos agrícolas é avaliada em quase R$ 1,5 milhões.
Segundo a PRF, o carregamento seria levado a Sinop (a 500 km de Cuiabá). O condutor da carreta foi detido e a ocorrência foi encaminhada à Polícia Rodoviária de Rondonópolis.  
De acordo com policial rodoviário, Ênio Cléber, o crime é de natureza gravíssima, pois os agrotóxicos não são selecionados e podem provocar sérios danos à saúde humana e ao meio ambiente ao contaminar o lençol freático.
Para  exemplificar os malefícios do produto ele citou a pesquisa da Universidade Federal de Mato G…

Professor da FG publica pesquisa sobre efeitos neuropsicológicos em adultos expostos ao manganês

O Manganês (Mn) é um elemento essencial aos seres humanos e, devido a esta essencialidade, seus níveis são mantidos em concentrações biológicas ótimas através de um mecanismo homeostático eficaz. O excesso de Manganês no organismo, por outro lado, é prejudicial e pode desencadear alterações no sistema nervoso central, já que trata-se de um elemento potencialmente neurotóxico. A avaliação da exposição ambiental ao Manganês foi tema de pesquisa feita pelo professor Gustavo Viana, docente do colegiado de Farmácia da FG. Com o tema “Avaliação da exposição ambiental ao manganês por marcadores não invasivos e efeitos neuropsicológicos em adultos”, o trabalho foi apresentado no V Congresso Brasileiro de Toxicologia Clínica, que ocorreu em setembro de 2014, em Salvador.

O projeto de pesquisa foi fruto de uma parceria entre o Laboratório de Toxicologia da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e o Instituto de Psicologia da UFBA. A pesquisa foi desenvolvida na região de Si…

Trabalhos de Técnicos do Ciave Recebem Menção Honrosa

Na tarde da quarta-feira (15/10), ocorreu o encerramento do "Curso de Aperfeiçoamento em Metodologia do Trabalho Científico em Saúde", promovido pela Escola Estadual de Saúde Pública Professor Francisco Peixoto de Magalhães Netto (EESP), da Superintendência de Recursos Humanos da Saúde (SUPERH), Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB), com a presença da Vice-diretora da EESP, Jamile Lima, da Coordenadora do Curso, Adriana Brendler Romano, além das mediadoras Cristiane Firpo, Cristiane Sampaio e Lilia Lima.
O curso totalizou 198 horas de atividades ao longo de sete meses, dividas em 11 oficinas presenciais e o cumprimento de uma parte da carga horária à distância e teve o objetivo de qualificar trabalhadores, residentes e estudantes da saúde e afins para o desenvolvimento da pesquisa científica nas áreas de trabalho em que atuam.
Nos dias 14 e 15, dezessete trabalhos desenvolvidos pelos discentes ao longo do curso foram julgados e certificados por uma banca formada pelo …

Técnicos do Ciave participam de Curso de Vigilância e Atenção à Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos

Técnicos do Ciave participaram como tutores do Curso de Vigilância e Atenção à Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos para construção de Metodologias e Práticas Integradas, realizado em Salvador pela Diretoria de Vigilância à Saúde (Divisa), em parceria com a Diretoria de Vigilância à Saúde do Trabalhador (Divast), da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), no período de 8 a 10 de outubro, no Hotel Bahiamar.

Participaram do evento representantes das Diretorias de Vigilância à Saúde (Divisa/Saúde Ambiental), de Saúde do Trabalhador (Divast), de Vigilância Epidemiológica (Divep), de Informação em Saúde (DIS), da Atenção Básica (DAB) e do Centro Antiveneno (Ciave), órgãos da Sesab, além de técnicos de Diretorias Regionais de Saúde (Dires) e municípios prioritários, na questão dos agrotóxicos, da 25ª Dires (Barreiras, Luis Eduardo Magalhães, São Desidério, Riachão das Neves e Formosa do Rio Preto);da 26ª Dires (Correntina, Côcos e Jaborandi); da 18ª Dires (Itaberaba);da13ª Dire…

Bahia registra mais um óbito por ataque de abelhas: Serra Preta

Mais um óbito por ataque de abelhas foi registrado no Estado. Desta vez, a vítima foi o lavrador Afonso Araújo, lavrador de 73 anos, residente no distrito de Ponto, em Serra Preta, a 155 km de Salvador. O idoso foi atacado no final da madrugada desta quarta-feira (15/10), sendo encontrado sem vida por volta das 5h30min. Segundo o seu irmão, que o encontrou, as abelhas eram criadas por um apicultor em um pasto próximo e moradores já tinham solicitado a retirada dos insetos para evitar ataque aos gados e a pessoas.

Segundo relato, a sobrinha do lavrador, Laiane dos Santos Silva, 28 anos, já tinha sido atacado anteriormente pelo enxame quando estendia roupa no varal.

Equipe do Corpo de Bombeiros de Feira de Santana esteve no local para fazer a retirada da colmeia, pois, quem tentava se aproximar também era atacado.O corpo do lavrador foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana.
De acordo com o Centro de Informações Antiveneno (CIAVE), órgão da Secretaria …

Ibama cria sistema de comunicação de acidentes ambientais em tempo real

O Ibama lançou um novo Sistema de Comunicação de Acidentes, pelo qual os empreendedores têm de informar emergências ambientais imediatamente após o ocorrido.   A Instrução Normativa instituindo o Sistema Nacional de Emergências Ambientais – Siema foi publicada nesta terça-feira (07) no Diário Oficial da União. A nova ferramenta vai permitir a qualquer cidadão, empresa ou governo fazer comunicados sobre acidentes ambientais e acompanhar as medidas tomadas, além de consultar mapas interativos, dados estatísticos em todo o País.
Fernanda Pirillo, coordenadora geral de emergências ambientais, explica que o Siema vem modernizar a forma de comunicação utilizada até o momento. O Siema gerará relatórios e dados estatísticos sobre os acidentes, agilizando a análise das informações e direcionando as ações de controle ambiental. 
A Lei 9.966, de 28 de abril de 2000, obriga no artigo 22 que qualquer incidente ocorrido em portos organizados, instalações portuárias, dutos, navios, plataformas e suas …

Cidadãos vítimas de abelhas têm dificuldade de obter socorro

Quem eventualmente sofrer ataque de abelhas ou encontrar colmeias em áreas não públicas terá dificuldade de obter ajuda de órgãos governamentais. Atualmente, Salvador não tem instituições públicas oficialmente com esta atribuição.
Em setembro, moradores de residências no Campo Grande e Federação foram atacados por abelhas de colmeias existentes em terrenos baldios próximos. No Campo Grande, quatro cães morreram e três pessoas ficaram feridas; na Federação, duas pessoas foram hospitalizadas. A orientação das autoridades foi que procurassem serviços particulares para a retirada das colmeias.
O preço do serviço varia de R$ 300 a R$ 700, nem sempre ao alcance de muita gente. Segundo a assessoria de comunicação do Centro de Controle de Zoonoses (vinculado à Secretaria Municipal de Saúde - SMS), o órgão não atua nessas ocorrências.
Já a Companhia de Polícia de Proteção Ambiental e o Corpo de Bombeiros deram resposta semelhante. Ambos seguem artigo 8º da Instrução Normativa nº 141 do Institu…

Produtores são orientados a prevenir doença causada pelo cultivo do fumo

O início da colheita do fumo se aproxima e aumenta a preocupação com os casos de intoxicação dos agricultores por nicotina. Com vestimenta apropriada é possível evitar o problema. A doença da folha verde do tabaco foi oficialmente registrada no Brasil pela primeira vez em 2007, na região fumageira de Arapiraca, em Alagoas. Em 2008 foram identificados casos na região central do Rio Grande do Sul. A doença é causada por uma intoxicação e atinge os produtores que trabalham na colheita. Os sintomas são dor de cabeça, tontura, vômito, fraqueza e dor abdominal. O médico Jordel Alves é um dos especialistas sobre o assunto no Brasil e explica que a intoxicação acontece por meio da absorção da nicotina presente na folha do tabaco, que tem uma concentração maior. Mesmo quando não há orvalho, nem chuva, há risco de contaminação porque a colheita acontece nos meses entre a primavera e o verão. Os dias quentes facilitam a transpiração e aí, se o suor entrar em contato com o tabaco, há liberação de ni…

Palmeira é retirada de escola em MT após intoxicação de alunos

Uma palmeira foi retirada da Escola Municipal Renê Barbour, em Nova Olímpia, a 207 km de Cuiabá, após ter causado intoxicação nos alunos. Segundo a prefeitura da cidade, a medida foi tomada depois que os pais dos alunos e a direção da unidade procuraram o Ministério Público Estadual (MPE) pedindo providências com a alegação de que os estudantes teriam se intoxicado após contato com a planta. A aposentada Laurinda Lima do Carmo disse que os pais se mobilizaram para que a palmeira fosse cortada antes que alguma criança tivesse outra lesão mais grave. “É um perigo e tem que ser cortada pela raiz, porque já é o segundo ano que acontece isso”, afirmou. A direção da escola acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer as crianças que passaram mal no local. No hospital, após alguns exames foi comprovado a intoxicação pela palmeira. O número de crianças intoxicadas não foi informado. Do lado de fora da escola, era possível ver de longe a palmeira que ficava no jardim do…