Pular para o conteúdo principal

Abertas Inscrições para Estágio no Ciave


A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB), através da Escola Estadual de Saúde Pública (EESP), informa que estão abertas, no período de 16 a 25 de Novembro de 2012, as inscrições para o processo seletivo para estágios não-obrigatórios na SESAB, para os municípios de Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Jequié.

O processo seletivo contempla o programa de estágios desenvolvido pelo Centro Antiveneno da Bahia (CIAVE), com especificidade na área de Toxicologia, com vistas a preparar o estudante para a identificação de intoxicações, o estabelecimento de diagnósticos diferenciais e outras ocorrências, o conhecimento de sintomatologias clínicas e terapêuticas específicas das principais intoxicações exógenas, a identificação de animais peçonhentos e plantas tóxicas, bem como o conhecimento dos princípios básicos do atendimento aos pacientes que tentam suicídio.

O CIAVE disponibiliza vagas para as áreas de Biologia, Enfermagem, Farmácia, Medicina, Medicina Veterinária, Psicologia e Terapia Ocupacional.

O Edital deste processo seletivo está disponível no site da SESAB. Vale ressaltar que antes da inscrição é indispensável a leitura do Edital na sua íntegra.

Fonte: CIAVE. Leia mais.

Comentários

  1. Olá,

    Venho através deste cometário registrar meu descontetamento em relação ao atual processo de seleção realizado pela EESP, o qual inclui o processo de seleção do CIAVE.
    Em errata divulgada hoje foram acrescentados 2 novos subitens ao Edital no tópico Etapas de Seleção:
    8.2 As etapas deste processo são independentes e não são cumulativas, com exceção do código 101, onde as segunda e terceira etapas são interrelacionadas, com pesos três e sete, respectivamente;
    8.3 A classificação dos candidatos aprovados nos códigos 102 a 221, far-se-á pela ordem decrescente das notas obtidas na terceira etapa. Somente serão convocados aqueles candidatos que, pela classificação, preencherem o número de vagas oferecidas.

    Nos processos seletivos realizados anteriormente pelo CIAVE, a nota final para a chamada dos candidatos era realizada por meio da soma da nota da prova com a nota da entrevista. Lendo esses 2 novos tópicos, perdoem-me a franqueza, só me resta enorme desestímulo em participar do processo seletivo, visto que fica aparentando ser um jogo de "cartas marcadas". Um indivíduo que por ventura faça uma baixa pontuação na prova e "milagrosamente" se sai muito bem na entrevista entraria no lugar de outro que obteve uma alta pontuação na prova mas que foi mal na entrevista? É isso? A nota tirada na prova estaria zerada para a etapa da entrevista? Ao meu ver isso é um ABSURDO e tornaria a aplicação das provas algo inútil e desnecessário, justo em um estágio que deveria EXIGIR um embasamento teórico do aluno no atendimento aos pacientes intoxicados.

    Peço que esta errata do Edital seja revista pelas pessoas do CIAVE responsáveis pelo processo seletivo. O atual Edital divulgado pela EESP está englobando vários programas de estágios em diversos curso de graduação e talvez esse Edital não esteja comportando as propostas e os interesses do CIAVE, mas o de outros programas de estágio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa entrevista tem perguntas relacionadas a apostila do ciave ou nao??

      Excluir
    2. Prezados. Os processos seletivos para os órgãos da SESAB foram unificados. Desta forma temos que nos submeter às condições estabelecidas pela EESP. Obviamente, levaremos as críticas à mesma, buscando aperfeiçoamento dos processos vindouros.

      Quanto à entrevista, eventualmente alguns pontos poderão ser abordados.

      Excluir
  2. O Edital diz que serão chamados para a entrevista um número de 3 vezes o total de vagas disponíveis. No caso de serem oferecidas 10 vagas para determinado curso e houver apenas 25 inscritos ,por exemplo,acho muito difícil que algum candidato se quer se interesse em abrir a apostila disponibilizada para estudo. Vendo a relação de inscritos em anos anteriores, em vários cursos houve menos inscritos que o valor de 3 vezes o número de vagas. Me pegunto que preparo um aluno que não leu nem sequer uma linha da apostila irá ter para auxiliar no atendimento ao paciente intoxicado em estado grave.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Intoxicação por pó-de-mico

Continua um mistério a causa do surto que ocorreu no mês de março no município de Apuarema, interior da Bahia. A história teve início no dia 21/03, na Escola Municipal Aurino Nery, quando diversos alunos da oitava série manifestaram sinais de prurido na sala de aula causando uma pequena aglomeração naquele estabelecimento de ensino. Cerca de oito alunos manifestaram esses sinais na sala, saíram para o pavilhão e entraram em contato com turmas vizinhas  que acabaram manifestando os sintomas de prurido e urticária. O evento ocorreu se repetiu alguns dias depois. Ao todo foram mais de 40 crianças acometidas. Algumas apresentaram cefaléia. O colégio foi fechado temporariamente pela secretaria municipal de educação. As aulas foram retomadas no dia primeiro de abril sem indícios de um novo incidente. Suspeita-se que alguém tenha introduzido no local alguma substância. Pensou-se na possibilidade de ter sido “pó-de-mico”. O “pó-de-mico” consiste em tricomas (semelhante a pêlos) que recobrem as…

Ciave alerta para aumento do risco de acidente escorpiônico e fake news

Na Bahia, em 2018, ocorreram 24.714 casos de acidente por animais peçonhentos, de acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Sinan, com 188 ocorrências em Salvador. Entre eles, o acidente escorpiônico predominou com 18.985 (76,8%), dos quais 47 se deram na capital.
No ano passado, o Centro de Informações Antiveneno – Ciave registrou o atendimento de 2.425 casos de escorpionismo. Já nessa primeira quinzena de janeiro, o Centro registrou 127 casos, 10% a mais que o mesmo período em 2018, com uma média de 9 ocorrências por dia.
Segundo Jucelino Nery, diretor do Ciave e coordenador estadual do Programa de Controle de Acidentes por Animais Peçonhentos, os acidentes escorpiônicos tiveram em 2018 um aumento de 22%, em relação ao ano anterior. Além do clima, o crescimento desordenado das áreas urbanas, a falta de saneamento básico, o desmatamento e o acúmulo de lixo, entulhos e restos de material de construção fazem com que os escorpiões procurem abrigo e alimento (insetos…

Águas vivas começam a aparecer em maior quantidade em Itajaí

Quem aproveitou a manhã de quarta-feira para caminhar pela areia da Praia da Atalaia em Itajaí teve que desviar de águas vivas. Os organismos marinhos surgiram aos montes e deixaram a areia coberta. Apesar de causarem preocupação aos banhistas, as encontradas ali não provocam as populares queimaduras, que na verdade são um tipo de envenenamento. De acordo com o Corpo de Bombeiros a espécie presente na Atalaia é a racostoma atlanticun, que não queima. Isso, porém, não significa que os banhistas devem ter contato com o animal marinho. Isso porque é difícil identificar se uma água viva é nociva ou não. Coordenador de praia da corporação e oceanógrafo, o soldado Daniel Ribeiro explica que só especialistas conseguem identificar quais espécies causam queimaduras e que algumas se assemelham muito as racostoma, mas queimam. Ribeiro explica que o surgimento das águas vivas perto da costa ocorre em função de uma série de fatores naturais. Um deles são as correntes marinhas que transportam os orga…