Pular para o conteúdo principal

Dia do Farmacêutico: 20 de Janeiro

O Centro de Informações Antiveneno da Bahia (CIAVE-BA) parabeniza os farmacêuticos por seu dia, 20 de janeiro. A data comemorativa foi instituída pelo Senado, a partir do projeto de Lei PLC 145/08, em 3 de novembro de 2010 como o Dia Nacional do Farmacêutico no Brasil.

O dia foi escolhida em função de um marco histórico na área que foi a fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (A.B.F.), no Rio de Janeiro, em 20 de janeiro de 1916. A partir daquela data, sempre havia uma reunião de confraternização, até que em 1942 o Dr. Otto Cezar Granado, com a aprovação dos demais colegas de profissão, resolveu oficializá-la como o Dia do Farmacêutico.

Recentemente, a Federação Internacional Farmacêutica - FIP, órgão máximo da profissão no mundo, e da qual o Conselho Federal de Farmácia é membro, instituiu, por meio de votação, 25 de setembro como o Dia Internacional dos Farmacêuticos. A decisão não altera as datas já sacramentadas por cada país para comemorar o Dia consagrado à profissão.

Como relata o Dr. Jaldo de Souza Santos - Presidente do Conselho Federal de Farmácia – em artigo na Revista Pharmacia Brasileira, nº 78, o profissional farmacêutico é um aliado da vida, promovendo a cura das pessoas. Conforme o livro Eclesiástico 38, “o farmacêutico promove a cura e mitiga a dor, faz perfumes e compõe ungüentos úteis à saúde, e o seu trabalho não terá fim”.

O CIAVE conta em seu quadro com três farmacêuticos que desenvolvem atividades relevantes no Centro: Jucelino Nery da Conceição Filho, coordenador de apoio diagnóstico e terapêutico, Carlos Augusto Menezes, responsável pelo Laboratório de Toxicologia de Urgência, e Cícero Leite Magalhães, que responde pela Farmácia. Além das atividades específicas, atuam na formação de futuros profissionais através da orientação e supervisão de estagiários de Farmácia.

Atualmente, no Brasil, os quase 140 mil farmacêuticos exercem 74 diferentes atividades regulamentadas pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF). Cada uma delas exige um nível de excelência e capacitação técnico-científica diferenciado. Estas atividades vão da assistência prestada nas farmácias, drogarias e hospitais públicos e privados à genética, passando pela pesquisa de uma molécula que dará origem a um novo medicamento; pelas indústrias (de medicamentos, alimentos e cosméticos), análises clínicas e toxicológicas; citopatologia, radiofarmácia, fiscalização, vigilância sanitária, controle de qualidade, magistério, entre outras.

Neste mês comemorativo à profissão farmacêutica, o Conselho Regional de Farmácia do Estado da Bahia (CRF-BA) realizou solenidade plenária na noite do dia 17, segunda-feira, no salão nobre do Hotel Vila Galé, onde foram agraciados com o diploma e a Medalha de Comenda ao Mérito por reconhecimentos pelos seus relevantes serviços prestados à Profissão Farmacêutica e a Farmácia Brasileira, os profissionais Dr. Edmar Caetité Júnior, Dra. Eliete da Silva Bispo, Dr. Leandro Carneiro da Silva, Dr. Lucas Carneiro da Silva e Dra. Maria de Fátima Gargur. Ainda conforme a agenda do Conselho, amanhã (21/01) será realizada uma festa comemorativa à data no Unique Eventos, na Avenida Tancredo Neves, sendo necessária a apresentação do convite para acesso.

O Conselho Federal, por sua vez, realiza hoje, às 19h30, no Memorial JK, em Brasília (DF), a solenidade comemorativa ao Dia do Farmacêutico. Na oportunidade, farmacêuticos, autoridades e personalidades ligadas à área da Saúde serão homenageados com a Comenda do Mérito Farmacêutico. A Comenda é a maior honraria concedida no setor farmacêutico, no Brasil, e foi criada, em 1998, por Resolução do CFF para homenagear pessoas que colaboraram para o engrandecimento da profissão, ou que contribuíram para o desenvolvimento da saúde, no País. É constituída de uma medalha e um diploma, e entregue a pessoas de todas as Unidades da Federação indicadas por Conselheiros Federais cujos nomes foram aprovados pelo Plenário do CFF. Entre os homenageados está o Dr. Eustáquio Linhares Borges, farmacêutico-bioquímico, atual vice-presidente do CRF-BA e um dos fundadores do CIAVE-BA.

Fontes: CRF-BA, CFF, Portal Farmacêutico. Leia mais.

Comentários

  1. Parabéns todos os farmacêuticos pelo seu dia! Aqui deixo meus parabéns especial aos profissionais de Farmácia do CIAVE!
    Att,
    Andrea Alves

    ResponderExcluir
  2. Nós, farmacêuticos do CIAVE agradecemos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Intoxicação por pó-de-mico

Continua um mistério a causa do surto que ocorreu no mês de março no município de Apuarema, interior da Bahia. A história teve início no dia 21/03, na Escola Municipal Aurino Nery, quando diversos alunos da oitava série manifestaram sinais de prurido na sala de aula causando uma pequena aglomeração naquele estabelecimento de ensino. Cerca de oito alunos manifestaram esses sinais na sala, saíram para o pavilhão e entraram em contato com turmas vizinhas  que acabaram manifestando os sintomas de prurido e urticária. O evento ocorreu se repetiu alguns dias depois. Ao todo foram mais de 40 crianças acometidas. Algumas apresentaram cefaléia. O colégio foi fechado temporariamente pela secretaria municipal de educação. As aulas foram retomadas no dia primeiro de abril sem indícios de um novo incidente. Suspeita-se que alguém tenha introduzido no local alguma substância. Pensou-se na possibilidade de ter sido “pó-de-mico”. O “pó-de-mico” consiste em tricomas (semelhante a pêlos) que recobrem as…

Ciave alerta para aumento do risco de acidente escorpiônico e fake news

Na Bahia, em 2018, ocorreram 24.714 casos de acidente por animais peçonhentos, de acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Sinan, com 188 ocorrências em Salvador. Entre eles, o acidente escorpiônico predominou com 18.985 (76,8%), dos quais 47 se deram na capital.
No ano passado, o Centro de Informações Antiveneno – Ciave registrou o atendimento de 2.425 casos de escorpionismo. Já nessa primeira quinzena de janeiro, o Centro registrou 127 casos, 10% a mais que o mesmo período em 2018, com uma média de 9 ocorrências por dia.
Segundo Jucelino Nery, diretor do Ciave e coordenador estadual do Programa de Controle de Acidentes por Animais Peçonhentos, os acidentes escorpiônicos tiveram em 2018 um aumento de 22%, em relação ao ano anterior. Além do clima, o crescimento desordenado das áreas urbanas, a falta de saneamento básico, o desmatamento e o acúmulo de lixo, entulhos e restos de material de construção fazem com que os escorpiões procurem abrigo e alimento (insetos…

Águas vivas começam a aparecer em maior quantidade em Itajaí

Quem aproveitou a manhã de quarta-feira para caminhar pela areia da Praia da Atalaia em Itajaí teve que desviar de águas vivas. Os organismos marinhos surgiram aos montes e deixaram a areia coberta. Apesar de causarem preocupação aos banhistas, as encontradas ali não provocam as populares queimaduras, que na verdade são um tipo de envenenamento. De acordo com o Corpo de Bombeiros a espécie presente na Atalaia é a racostoma atlanticun, que não queima. Isso, porém, não significa que os banhistas devem ter contato com o animal marinho. Isso porque é difícil identificar se uma água viva é nociva ou não. Coordenador de praia da corporação e oceanógrafo, o soldado Daniel Ribeiro explica que só especialistas conseguem identificar quais espécies causam queimaduras e que algumas se assemelham muito as racostoma, mas queimam. Ribeiro explica que o surgimento das águas vivas perto da costa ocorre em função de uma série de fatores naturais. Um deles são as correntes marinhas que transportam os orga…